Sem categoria

0

Sem categoria

História, cultura e tradição: São Domingos celebra a Caretagem

Tradicional manifestação cultural, mantida há mais de 200 anos por remanescentes de quilombo em Paracatu, volta a tomar as ruas com muita dança e alegria para o Dia de São João

Máscaras, assessórios e fantasias fora do armário. Dança ensaiada, rua enfeitada. Como o cortejo da Caretada para em frente às casas, ao longo de toda a madrugada, a organização da festa fica a cargo dos moradores. “Cada família do São Domingos acolhe a Caretagem da sua forma. Seja com bandeiras, fogueira, farofa, caldos, pipoca e outras comidas típicas”, explica Irene dos Reis de Oliveira, presidente da Associação do São Domingos.

Na noite do dia 23, a comunidade quilombola São Domingos se prepara para mais uma Caretagem, celebração tradicional que acontece em Paracatu desde o final do século 18, em comemoração a São João Batista.

Vestidos com roupas coloridas e enfeitados com fitas, guizos, estandartes e máscaras, feitas pelos próprios integrantes, a festa começa na tarde de 23 de junho com o levante da bandeira. A partir de então, um grupo de cerca de 30 homens – metade vestida de mulher, metade de homem – dança e canta durante 24 horas, percorrendo as casas e recebendo homenagens e comidas típicas, seguidos com alegria por moradores e visitantes.

O evento, que conta com apoio da Kinross, por meio do Programa Integrar, se encerra no dia 24 (Dia de São João) com o arremate, quando o grupo apresenta todas as sete danças preparadas exclusivamente para a festa, e com um merecido almoço preparado pela própria comunidade. De acordo com Irene, “antes, eram menos pessoas. Hoje em dia, como vem muita gente acompanhar e somos uma comunidade com poucos recursos, essa ajuda é muito importante para conseguirmos receber a todos que vêm prestigiar a nossa festa, com fartura e muita diversão”.

Ela completa que “estávamos com saudade dessa festa maravilhosa, que reúne tanta gente para celebrar nossa cultura e a história de nossa gente, com muita música e dança. Todas as pessoas, paracatuenses ou visitantes, são nossos convidados para acompanhar, dançar e se divertir”.

Para saber um pouco mais dessa tradição cultural de Paracatu e ver fotos da Caretagem em anos anteriores, acesse o site do Programa Integrar: IntegrarKinross.com.br/iniciativa/Caretagem.

 

Nossos canais de relacionamento com a população
Site:www.kinross.com.br
E-mail:http://www.kinross.com.br/fale-conosco/
Telefone: 0800 038 1051

Informações para a imprensa:
Bruno Mafra – (31) 99108-558 – bruno.mafra@oficina.ci
Lara Dornas – (31) 99606-2149 – lara.dornas@oficina.ci

Simulado envolvendo produto químico em Paracatu é realizado com sucesso

Exercício durou uma hora e meia e foi considerado produtivo e positivo pela Defesa Civil

O simulado realizado na manhã desta quarta-feira (24/11) pelo Plano de Ajuda Mútua (PAM) de Paracatu, para testar a atuação do grupo em cenário de emergência envolvendo produtos químicos, foi bem-sucedido. A atividade foi executada em aproximadamente uma hora e trinta minutos.

Segundo Emerson Garcia, coordenador da Defesa Civil municipal, o exercício, que simulou um acidente entre um veículo de carga contendo cianeto e um automóvel, foi positivo e produtivo. “Foi um simulado-escola, com o qual aprendemos muito sobre cianeto, resgate e contaminação. A união de todos os participantes do PAM foi fundamental”.

O simulado testou as situações de resgate das vítimas e atendimento médico, contenção do vazamento hipotético de material químico e descontaminação da área atingida, além do impacto do suposto acidente na rodovia 040 e a atuação dos órgãos responsáveis para garantir segurança e fluidez do trânsito no contexto adverso.

Integrante do PAM, a Kinross esteve diretamente envolvida na organização do simulado, por usar o cianeto, produto químico biodegradável utilizado no processo produtivo do ouro, na etapa da hidrometalurgia.

A Kinross segue padrões do exército brasileiro e do Código Internacional de Cianeto para manipulação do produto. A empresa foi a primeira mineradora brasileira a ser signatária do Código Internacional do Cianeto, um reconhecimento às boas práticas adotadas na aquisição, no manuseio, uso e descarte desse produto.

Ser certificada no Código Internacional de Cianeto, como é o caso da Kinross, significa que o organismo internacional responsável pela certificação verificou e comprovou que a empresa adota as melhores práticas na aquisição, estocagem, manuseio, uso e descarte do cianeto, respeitando as pessoas e o meio ambiente.

Sem a Caretagem, comunidade celebra São João de forma diferente

Famílias quilombolas de São Domingos receberão kit com comida típica, estandarte e oração para não esquecer a festa tradicional

As limitações impostas pela pandemia impedem a realização da tradicional Caretagem de São Domingos, mas a comunidade, com apoio da Kinross, arranjou uma forma criativa de manter viva a memória e a tradição da principal festividade religiosa local, que acontece há mais de cem anos entre a noite do dia 23 de junho e a manhã do dia 24, em celebração a São João.
Não haverá a dança que vara a noite com homens mascarados, mas a memória será ativada por meio das delícias que fazem parte da festa. As famílias quilombolas que vivem a tradição receberão uma sacola – produzida especialmente para a ocasião – com uma marmita de um quilo com farofa de frango, um dos pratos típicos que alimentam os festejos quando há a celebração presencial.
Cada sacola terá também um estandarte com elementos da carretagem – chita e fitilhos coloridos – e uma oração de São João. Serão distribuídas 200 sacolas na porta da igreja, onde as famílias vão se encontrar, fazer uma oração e levantar o mastro ao som da marcha de São João.
Irene dos Reis de Oliveira, líder comunitária e organizadora da distribuição das sacolas, diz que a forma diferente de expressar a devoção neste ano é para não deixar que a festa tradicional seja esquecida. “É uma forma de motivar as pessoas a participarem das festividades e de manter a memória viva”.
A tradição de mais de cem anos acontecia de forma ininterrupta desde 1998, mas no ano passado foi impedida por causa da pandemia. “É uma festa muito linda, muito contagiante. Mexe muito com a fé. A gente continua pensando em ações, e temos parceiros que se importam com a cultura da comunidade. Isso é muito importante”.

Kinross soma esforços ao poder público para mitigar os riscos de contaminação e proliferação da Covid-19 em Paracatu

Companhia ajusta operação para atender as restrições estabelecidas pela prefeitura e doa R$ 1 milhão ao município para apoiar força-tarefa

 

Com o agravamento da situação da pandemia do novo coronavírus na região de Paracatu, e tendo em vista o decreto municipal 5.903, de 28 de fevereiro de 2021, que estabeleceu medidas restritivas adicionais por sete dias, a Kinross soma esforços ao poder público para mitigar os riscos de contaminação e proliferação da Covid-19.

A companhia está doando mais R$ 1 milhão em bens e serviços ao município, para apoiar a força-tarefa local no enfrentamento ao avanço da pandemia. Além disso, ajustou as suas atividades com a retomada de home office para as equipes administrativas e com a paralisação dos serviços e processos não essenciais, a partir desta segunda, 1 de março. Apenas as atividades essenciais para a operação serão mantidas.

Como faz desde 16 de março do ano passado, a Kinross segue implementando diversas medidas de mitigação e prevenção da Covid-19.  Com o novo cenário, a companhia se compromete a intensificar o trabalho de conscientização direta de seus diferentes públicos, assim como contribuir para a disseminação de medidas preventivas, em campanhas de sensibilização em diferentes meios.

Desde o início da pandemia, há um ano, a Kinross já adotou uma série de medidas para enfrentamento da crise. Entre elas, restrição de viagens e de visitas à unidade industrial, criação de protocolos com medidas sanitárias internas rígidas, instalação de acrílicos nas estações de trabalho, veículos, banheiros e refeitórios para manter distanciamento entre as pessoas, alteração nos refeitórios e na forma de servir as refeições, higienização mais frequente da portaria e de ônibus e outros.

A empresa tem mantido o quadro operacional para assegurar as suas atividades seguindo o decreto do Governo Federal 10.282, de 20 de março de 2020, que determina que a mineração é uma atividade essencial. Importante lembrar que os minérios são matérias-primas para quase todas as indústrias e para o agronegócio. No caso do ouro, é matéria-prima para áreas como nanotecnologia, medicina, como para a produção de próteses dentárias, na biologia, no segmento de computadores e comunicações. A manutenção da atividade mineral é importante para manter a cadeia econômica associada a atividade, o fluxo de recursos financeiros como o pagamento de impostos e taxas para os entes federativos A Kinross manteve os contratos de trabalho dos seus empregados, inclusive salários, mantendo a massa salarial e favorecendo o consumo local, fator importante para o comércio e economia municipal neste momento de crise.

 

 

 

KINROSS NA LUTA CONTRA A COVID-19
Retomada de home office das equipes administrativas a partir de 01 de março de 2021.
Implantação dos agentes de COVID-19 (Equipe dedicação 24 horas por dia na fiscalização e conscientização efetiva dos cumprimentos dos protocolos).
Afastamento daqueles empregados considerados grupo de risco, estagiários e menores aprendizes.
Desmobilização de contratadas, em contrato de prestação de serviços sob demanda, postergando a sua execução, de forma a reduzir o número de pessoas no site.
Criação de um protocolo com medidas sanitárias rígidas para o local de trabalho, incluindo, disponibilização de álcool gel em todas as áreas comuns da empresa e nos veículos de transporte de passageiros, demarcação de banheiros, salas de trabalho, restaurantes para manutenção das medidas de distanciamento.
Restrição de visitas externas (consultores e fornecedores) ao site da empresa.
Restrição de viagens (nacionais e internacionais) a trabalho
Higienização dos ônibus, no mínimo, 3 vezes ao dia.
Redução do número de passageiros permitidos em cada ônibus, deforma a ter-se apenas 2 passageiros por fileira, assim como veículos leves.
Aferição de temperatura na entrada da empresa e nos ônibus.
Ferramenta de autocheck respondido diariamente, antes da entrada na empresa.
Fornecimento de máscaras descartáveis todos os empregados e familiares com a orientação de efetuar a troca três vezes ao dia.
Limpeza e higienização, a cada 30 minutos, da portaria, relógio de ponto, roletas e corrimãos.
Uso de tapetes sanitizantes nas portarias para higienização dos calçados.
Blitz de trânsito para verificação do cumprimento de protocolos nos veículos para circulação nas áreas da empresa.
Alinhamento e monitoramento contínuo das contratados de outras regiões que vem prestar serviço para a Kinross em Paracatu, incluindo hospedagem, reforçando o cumprimento dos protocolos.
Proibição de reuniões e apresentações presenciais.
Ampliação do horário de funcionamento dos refeitórios de forma a possibilitar o escalonamento do horário de refeição para diminuir o fluxo de pessoas.
Ampliação das áreas dos refeitórios, de forma a garantir o distanciamento necessário entre as pessoas.
Alteração na forma de servir as refeições – passaram a ser fornecidas em embalagens de forma a minimizar a exposição e contato utensílios.
Instalação de pias e lavatórios adicionais nos refeitórios.
Instalação de acrílicos nas estações de trabalho, veículos, banheiros e refeitórios para manter distanciamento entre as pessoas.

 

 

Kinross implanta nova tecnologia em proteção acústica na mina

A obra tem previsão de ser concluída em abril desse ano

Em linha com o seu compromisso com as comunidades locais, a Kinross está construindo uma proteção acústica com o objetivo de amenizar eventuais ruídos da operação da mina de ouro em Paracatu (MG) e ampliar a segurança no acesso à área operacional. As comunidades no entorno do empreendimento participaram ativamente do processo no qual puderam opinar e acompanhar a finalização do projeto.

Esta tecnologia, já utilizada em obras de engenharia ao redor do mundo, será composta pela fundação, sustentação e painéis de fechamento acústico. Os painéis possuem duas chapas de aço, com preenchimento interno de lã mineral. A face interna, voltada para a empresa, será revestida com painéis metálicos perfurados que combinado com lã mineral de densidade adequada será capaz de reter e absorver o som em suas diversas frequências. Falando de dimensões o sistema terá 770 metros de extensão e até 15 metros de altura.

Para a execução do projeto foram realizados estudos sonoros em vários pontos da mina, considerando diferentes atividades, condições climáticas e horários de operação. Também foram realizadas apresentações do projeto aos moradores da comunidade no entorno da obra, garantindo total transparência das ações da empresa.

Como parte do projeto e atendendo a uma solicitação da própria comunidade, serão ainda construídos muros de alvenaria na divisa entre a empresa e as propriedades localizadas na faixa na divisa com a obra da barreira acústica, como forma de garantir a manutenção da segurança desses moradores. Entre a proteção acústica e os muros das casas será realizado um adensamento vegetal, utilizando espécies nativas do cerrado.

«Com o avanço da lavra para áreas previamente licenciadas, vimos a necessidade de investir nessa nova tecnologia, que se soma a outras iniciativas de controles operacionais já realizadas pela Kinross, promovendo segurança operacional e garantindo o bem-estar da população no entorno do empreendimento», comenta Alexandre Matos, gerente Sênior de Meio Ambiente da Kinross.

A construção da proteção acústica está sob responsabilidade de duas empresas contratadas, empregando cerca de 100 pessoas do município. A previsão de conclusão da obra é abril desse ano.

Integrar contra Covid-19 promove oficina de escrita de projetos

Ideia é  facilitar o acesso de entidades de Paracatu a editais e seleções públicas

 

Estão abertas até o dia 19 de fevereiro, as inscrições para aOficina de Escrita Criativa em  Projetos do Programa Integrar contra Covid-19 da Kinross, em  parceria com a  Agência de Iniciativas Cidadãs (AIC). O objetivo é  oferecer a entidades e pessoas físicas de Paracatu (MG) treinamento em elaboração de projetos criativos e bem fundamentados para acesso a recursos e financiamentos via editais e seleções públicas disponíveis. A formação será  virtual e acontecerá nos dias 23 e 25 de fevereiro, das 17h às 19h, via plataforma Zoom.

 

A  abertura das atividades da oficina contará com a presença da secretária de Cidadania de Paracatu,  Ana Maria de Andrade Silva, bem como de representantes de entidades locais que já participaram de formações anteriores e será  realizada no dia 22/02, às 16h,  em formato de reunião pelo Zoom. O lançamento desta edição será aberta ao público e abordará a importância da democratização de conhecimentos e ferramentas para a escrita adequada de projetos, além de noções básicas sobre o universo dos editais e passos para inscrição em seleções públicas

Entre os temas que serão abordados nos dias de oficina,  estão  os fundamentos  e a estrutura da escrita de projetos,  técnicas específicas e criativas, além de  dicas de boas práticas. A carga  horária total será de 8 horas, dividida em dois encontros virtuais de 2h e duas atividades extraclasse de 2h. A intenção  é que os participantes já saiam capacitados, com esboços de projetos  em mãos e todos os detalhes importantes compreendidos.

 

As vagas para a formação são limitadas. Quem se interessar deverá se inscrever através do link a seguir, com um pequeno resumo sobre si e o trabalho que desenvolve. O link é: https://forms.gle/9bRvCoYJYg45Z7Vr5 . Os inscritos que concluírem o treinamento receberão certificado de participação.

 

Oficina de escrita criativa em projetos

 

Live de abertura:

22/02, segunda-feira, 16h

Link:https://kinross.zoom.us/j/91940689633?pwd=OWtzUTFIaUJjbGhqTjBjQlc1M1dLUT09

Senha: 328448

Evento aberto ao público

 

Oficina:

23/02, terça-feira e 25/02, quinta-feira, de 17h às 19h, na plataforma Zoom.

(Link enviado por e-mail).

Vagas limitadas. Os interessados deverão se inscrever até o dia 19.

https://forms.gle/9bRvCoYJYg45Z7Vr5

 

 

Mais informações na plataforma: https://integrarcontracovid.com.br

Ações do Programa Integrar alcançaram mais de 13 mil pessoas desde o início da pandemia

Em 2020, Integrar contra Covid realizou atividades específicas de combate ao novo coronavírus e inciativas de apoio à comunidade nas áreas de saúde, educação, cultura, geração de trabalho e renda, garantia de direitos e meio ambiente

 

Para somar esforços no combate aos impactos negativos da pandemia em Paracatu (MG), o Programa Integrar da Kinross Brasil Mineração criou em junho de 2020 a edição especial Integrar Contra Covid. O objetivo do Integrar, segundo Ana Cunha, diretora de Relações Governamentais e Responsabilidade Social da Mineradora, é participar da vida comunitária e contribuir para o desenvolvimento sociocultural e econômico do município. “Com o surgimento do novo coronavírus e do distanciamento social no ano passado, incluímos mais dois eixos extremamente necessários para todos: saúde e garantia de direitos”, ressaltou.

 

O Programa é uma plataforma de investimentos sociais da Kinross, que atua desde 2011, para a transformação social e sustentável do município, em parceria com a comunidade local. Suas atividades têm como pilares estruturais, quatro eixos de atuação: Educação, Cultura, Meio Ambiente e Geração de Trabalho e Renda.

 

Em 2020, o programa fechou o ano com importantes resultados: 586 grupos, instituições e órgãos governamentais se uniram em força-tarefa e realizaram ao longo do ano campanhas sobre saúde, combate à violência doméstica, apoio à comunidade, aos comerciantes locais, alunos, professores, produtores rurais e artistas da cidade. Mais de 13 mil pessoas foram alcançadas por essas iniciativas.

 

As ações fazem parte da articulação entre entidades da sociedade civil, poder público e iniciativa privada de Paracatu. As atividades da edição especial podem ser visualizadas na plataforma digital www.integrarcontracovid.com.br, desenvolvida em parceria com a Agência de Iniciativas Cidadãs (AIC). No site são disponibilizados conteúdos como mapas das iniciativas que precisam de apoio na cidade, repositórios de dados confiáveis sobre coronavírus, informações para grupos culturais, professoras e professores e para a comunidade em geral.

 

Ao fazer a retrospectiva dos últimos 12 meses, Ana Cunha destacou uma vitória: “Mesmo com tantas dificuldades, conseguimos contribuir e encerramos 2020 com uma grata surpresa: nosso programa Integrar contra a Covid recebeu o primeiro lugar do Prêmio Marco Maciel, juntamente com o Itaú Unibanco, na categoria “Melhores Iniciativas de Responsabilidade Social”, lembrou Ana Cunha. “Essa conquista pertence a vários parceiros e aos paracatuenses”, frisou. Segundo ela, o reconhecimento reforça que responsabilidade social é uma prioridade da Kinross.

 

Ana Cunha adiantou que as ações relacionadas ao coronavírus, por meio da plataforma Integrar contra Covid, terão continuidade em 2021, paralelamente às demais ações do programa. “A intenção da Kinross é sempre apoiar, contribuir, impulsionar e fortalecer as iniciativas já existentes e que estão sendo desenvolvidas em Paracatu”, reforçou.

 

Principais ações por eixo:

Saúde e garantia de direitos    

Duas importantes campanhas foram realizadas:  “Saúde e Cidadania: proteja-se” e “Saúde Mental: Eu Cuido”. A primeira teve como objetivo conscientizar as pessoas e prevenir o aumento das diversas violências domésticas contra mulheres, crianças e adolescentes, bem como disseminar informações úteis sobre o coronavírus. Foram distribuídas 2 mil cartilhas, realizados 4 webinários, além de spots e vídeos de sensibilização.

A segunda disponibilizou informações sobre os serviços gratuitos de cuidado e acolhimento psicológico em Paracatu, realizou dois encontros sobre saúde mental para professores, além da conscientização sobre questões como depressão e ansiedade no contexto da pandemia para a população em geral.

 

Educação

Distribuição de 6.000 Guias do Estudante Protagonista, para alunos do 6° ao 9° ano da rede pública de Paracatu, como material de apoio ao programa de rádio Integrar Educação Contra a Covid-19. A cartilha, alinhada à Base Nacional Comum Curricular, tratou da rotina de aprendizagem durante a pandemia e ofereceu dicas e informações de organização sobre o dia a dia de estudos em casa e desafios para estimular os estudantes na aprendizagem.

A atuação do Integrar na educação ocorreu em diálogo constante com os professores visando apoiá-los em seus principais desafios. Foram desenvolvidas formações, tutoriais, manuais e, também, encontros virtuais que tiveram como tema a saúde mental dos profissionais da educação e os desafios enfrentados na rede pública no contexto de pandemia.

Ao final do processo, foi realizado o painel digital “Repercussões da Covid na Educação Pública – Uma perspectiva de Minas Gerais”, com a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) e Agência de Iniciativas Cidadãs (AIC). A roda de conversa virtual buscou compreender o panorama das diferentes ações de enfrentamento aos impactos da pandemia na educação mineira

Programa de rádio Integrar Educação Contra a Covid-19

Em um ano letivo praticamente sem aulas presenciais, o Integrar foi para as rádios. Ao longo de seis meses, 75 edições foram ao ar nas rádios Alternativa, Boa Vista FM, Única e Vitória FM, com programas que abordaram educação e ciência, protagonismo juvenil, cultura, entre outros. Com duração de 12 minutos, foram 17 horas de programação, com quase 400 participações de estudantes, professores e gestores escolares.

 

Cultura e economia criativa                                     

No campo cultural, o programa desenvolveu atividades para fortalecer grupos e agentes culturais da cidade e na economia. Campanhas como o “Comércio Solidário” articularam diferentes ações em prol de produtores rurais, artesãos e trabalhadores autônomos. Foram realizadas oficinas, palestras e webinários formativos em parceria com o Sebrae. Ao todo, 1724 pessoas participaram das formações.

A Agência de Comunicação Solidária, criada para prestar suporte comunicacional a diferentes entidades, grupos e trabalhadores, produziu mais de 90 peças digitais, entre logomarcas, e-flyers e materiais de divulgação para a comunidade.

O eixo cultura contou com o monitoramento de editais e premiações culturais, e contínuo envio dos mesmos aos grupos cadastrados na plataforma, foram 77 envios, além de suporte para a escrita de projetos e inscrições nos editais via demanda.

Além disso, a plataforma divulga conteúdos artísticos produzidos por diversos parceiros da Kinross, como a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Academia de Letras do Noroeste de Minas, Orquestra Ouro Preto e a Casa de Cultura de Paracatu. São podcasts, vídeos, apresentações e textos recheados de conhecimento sobre os mais variados campos da cultura.

 

Meio Ambiente

A Kinross promoveu a 15ª edição da Observação de Aves, ação de educação ambiental, virtualmente pela primeira vez. Nas edições anteriores, a ação acontecia no interior do Parque Estadual de Paracatu. A live contou com a participação do biólogo e mestre em avifauna Felipe Brito Soares que trouxe informação sobre o cerrado e a avifauna desse rico bioma, bem como informações de conscientização ambiental.

Na plataforma, é possível conferir também as ações ambientais realizadas pela Kinross, focadas na conscientização coletiva para a preservação, o cuidado e a responsabilidade cotidiana com o meio ambiente.  Dentre elas, destacam-se o programa de doação de mudas, o trabalho de recuperação de áreas, o cercamento de nascentes e veredas e o projeto de viveiros comunitários.

 

Studio Casa Kinross

Em tempos de pandemia e distanciamento social, a internet se tornou uma ferramenta ainda mais importante, não só para o trabalho, mas também para os momentos de lazer. Nesse contexto, conteúdos de áudio e vídeo sob demanda se transformaram em uma das principais opções de diversão e entretenimento.

Diante deste cenário, surgiu o projeto Studio Casa Kinross, que reúne diversas pessoas e entidades de Paracatu na produção de vídeos de assuntos variados, sempre com um viés educativo.

O projeto faz parte das ações do Programa do Integrar Contra Covid-19 – Força Tarefa, ação de investimento social da Kinross em parceria com a Agência de Iniciativas Cidadãs (AIC). Ao todo, são disponibilizados 39 vídeos, divididos nas temáticas dos eixos do programa: Cultura; Educação; Geração de Trabalho e Renda; e Meio Ambiente.

O conteúdo foi produzido por ex-alunos do projeto TV Caroço, da Fundação Consiciencienciarte, e contou com a participação de mais 15 parceiros, entre eles: Guias Tour; Instituto Trilhar; Faculdade Finon Tecsoma; Academia de Letras; Fábrica de Biscoitos São Domingos.

Kinross apoia campanha de estímulo ao pequeno negócio em Paracatu

Comércio solidário é voltado para agentes da economia criativa, além de micro e pequenos produtores no contexto da pandemia

Em mais uma iniciativa para apoiar a cidade de Paracatu no enfrentamento dos efeitos do novo coronavírus, a Kinross Brasil Mineração, em parceria com a Agência de Iniciativas Cidadãs (AIC) e com o Sebrae, lança a campanha de mobilização social Comércio Solidário na próxima segunda-feira (30/11), às 17h no canal Kinross Brasil Lives, no YouTube.

O objetivo da campanha é contribuir para atenuar os impactos econômicos da pandemia no município, ao mesmo tempo que estimula o comércio local por meio de ações voltadas para produtores rurais, pequenos empreendedores, artesãos e trabalhadores autônomos. As ações foram desenhadas a partir da escuta aprofundada e individualizada desses públicos.

A iniciativa é parte do Programa Integrar Contra a Covid-19: Força Tarefa e reúne série de ações que abrangem, por exemplo, geração de trabalho de renda, suporte de comunicação para divulgação dos trabalhos e formação especializada para os grupos.  Um exemplo de suporte de comunicação foi a criação de logomarcas, identidades visuais e perfil em redes sociais para dar visibilidade aos produtores e seus produtos.

A escuta ampliada dos agentes da economia criativa e produtores locais foi essencial para o cadastramento dessas iniciativas na aba “Apoie” da plataforma Integrar Contra Covid (www.integrarcontracovid.com.br). Nesse sentido, o website funciona como uma vitrine e um catálogo dos produtos e serviços disponíveis em Paracatu. Na página, é possível encontrar oportunidades de negócios no filtro “Compra Solidária”, que reúne empreendimentos locais com produtos para escoar. Os grupos culturais que também fazem parte da economia criativa local encontram-se no filtro “Divulgue”.

As ações não param por aí. Outro braço importante da campanha é uma consultoria do Sebrae, que oferecerá aos participantes uma trilha de capacitação, nas primeiras semanas de dezembro, com oficinas sobre redes sociais e palestras sobre MEI e relacionamento com o cliente. Em respeito às limitações da pandemia, a trilha de capacitação será realizada virtualmente, em linguagem acessível e adaptada ao público.

Segue a grade da formação, direcionada aos pequenos produtores e agentes da economia criativa local e aberta a todo o público interessado.

 

Lançamento “Comércio Solidário” (30/11) – 17h:

www.youtube.com/kinrossbrasillives

 

Módulo 1 “Como ser MEI na prática” (01/12) – 19h

https://kinross.zoom.us/j/93961703126?pwd=NC9TeXRFUkNqbmdVc2lNb2RBSDZEdz09

Senha: 195900

 

Módulo 2 “Instagram na prática” (08/12) – 19h

https://kinross.zoom.us/j/98827348720?pwd=LzFQQjBFVEtsY3ZiUTR0S2FPUk83UT09

Senha: 701333

 

Módulo 3 “Google Meu negócio e Whatsapp na prática” (10/12) – 19h

https://kinross.zoom.us/j/97360158977?pwd=WWZmWURYRmd2RHNpbktmV1NheUlWZz09

Senha: 108948

 

Módulo 4 “Qualidade no relacionamento com o cliente” (15/12) – 19h

https://kinross.zoom.us/j/95032910535?pwd=eXU1NjFlbjd3eE04b0FpSHpiM25TQT09

Senha: 788155

 

Módulo 5 “Como elaborar um plano de negócio” (17/12) – 19h

https://kinross.zoom.us/j/92695999027?pwd=ampwS08rVEdudG1rbGh3RmxzeTh1Zz09

Senha: 461347

 

Sobre a Kinross Brasil Mineração

A Kinross atua nas atividades de pesquisa e desenvolvimento mineral, mineração, beneficiamento e comercialização de ouro. É uma das maiores produtoras de ouro do Brasil, responsável por 22% da produção nacional.

Com operação na mina Morro do Ouro, em Paracatu, noroeste de Minas Gerais, e escritório em Belo Horizonte, a empresa integra a Kinross Gold Corporation, grupo canadense com presença nas Américas do Sul e do Norte, África e Eurásia.

A Kinross responde por cerca de 22% dos postos de trabalho formais do município. São cerca de 4.700 empregados entre próprios, contratados, estagiários e aprendizes.

Além de ser a principal geradora de impostos e grande fomentadora de outros negócios em Paracatu, a Kinross investe em iniciativas que contribuem para o desenvolvimento do território e é certificada por normas nacionais e internacionais ligadas à saúde, segurança, gestão ambiental e responsabilidade social.

 

Informações para a imprensa

Miriam Carvalho

31 98896-4566

miriam.carvalho@inpressoficina.com.br

Sonia Filgueiras Lima

sonia.filgueiras@inpressoficina.com.br

61 99986-7687

In Press Oficina

+55 61 3049-9550

+55 61 99205-8798

Kinross abre inscrições para Observação de Aves

Pela primeira vez, evento de educação ambiental sobre avifauna do cerrado acontecerá virtualmente, por causa das limitações da pandemia

Os interessados nos mistérios da natureza têm mais uma oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o mundo das aves e da fauna do bioma cerrado no sábado, 5 de dezembro às 14h.

A Kinross Brasil Mineração promove a décima quinta edição da Observação de Aves, ação de educação ambiental que, pela primeira vez, será realizada virtualmente, por meio de live com a participação do biólogo e mestre em avifauna Felipe Brito Soares.

Um vídeo com informações e curiosidade sobre a avifauna dessa rica região brasileira foi produzido especialmente para a ocasião. O evento conta ainda com premiações e sorteios, além de um jogo educativo com os participantes.

Nas edições anteriores, a ação educativa acontecia no interior do Parque Estadual de Paracatu. Por causa das limitações da pandemia, o evento será à distância. A boa notícia é que não há limitação de público.

As inscrições para o evento já podem ser feitas no link:  (http://www.kinross.com.br/observacao-de-aves).

Alessandro Nepomuceno, gerente de Sustentabilidade e Licenciamento da companhia, destaca que a Observação de Aves é uma ótima oportunidade para que os paracatuenses e todos os demais interessados conheçam sobre o espaço onde a cidade está inserida. “É uma das muitas ações de educação ambiental que a companhia tem o prazer de realizar”, relata.

 

Sobre a Kinross Brasil Mineração

A Kinross atua nas atividades de pesquisa e desenvolvimento mineral, mineração, beneficiamento e comercialização de ouro. É uma das maiores produtoras de ouro do Brasil, responsável por 22% da produção nacional.

Com operação na mina Morro do Ouro, em Paracatu, noroeste de Minas Gerais, e escritório em Belo Horizonte, a empresa integra a Kinross Gold Corporation, grupo canadense com presença nas Américas do Sul e do Norte, África e Eurásia.

A Kinross responde por cerca de 22% dos postos de trabalho formais do município. São cerca de 4.700 empregados entre próprios, contratados, estagiários e aprendizes.

Além de ser a principal geradora de impostos e grande fomentadora de outros negócios em Paracatu, a Kinross investe em iniciativas que contribuem para o desenvolvimento do território e é certificada por normas nacionais e internacionais ligadas à saúde, segurança, gestão ambiental e responsabilidade social.

 

Informações para a imprensa

Miriam Carvalho:  31 98896-4566 – miriam.carvalho@inpressoficina.com.br

Sonia Filgueiras Lima: 61 99986-7687 – sonia.filgueiras@inpressoficina.com.br

In Press Oficina:  +55 61 3049-9550 /  +55 61 99205-8798

Projeto de otimização de frotas da Kinross impulsiona produtividade operacional

Desde 2015, sistema de despacho implementado na empresa, proporcionou um aumento de quase 200% na otimização da gestão dos veículos

 

Um dos mais importantes princípios da Kinross Brasil Mineração se encontra no controle e no monitoramento de cada ação realizada dentro da Mina Morro do Ouro em Paracatu/MG, onde a empresa atua. Diante disso, em 2015 a Kinross implementou o sistema de gestão de frotas Minestar, da empresa norte-americana Caterpillar. Ele é responsável por toda a logística da frota operacional, que é feita de forma automatizada, com foco na otimização dos processos e na segurança dos empregados. Em 2019 iniciou-se um projeto, onde foi possível alcançar um aumento de 186% na otimização das designações de frota, além de uma redução de 42% no número de designações manuais (quando o operador responsável determina manualmente o destino do caminhão para carregamento) para a frota em campo.

Centro de Operações

De acordo com Paulo Gontijo, Gerente de Minas e Equipamentos Móveis da Kinross, no Centro de Operações do Despacho são divididas as funções de operação e de manutenção. O controlador de operação é responsável por gerenciar a frota da mina, apontar atrasos dos equipamentos, manter o sistema e os projetos das máquinas atualizados, conforme disponibilizado pelo Planejamento de Lavra e Topografia. O controlador de operação também recebe e comunica alertas de poeira, raios e eventos de fadiga e distração, reportando periodicamente os índices de movimentação e uso dos equipamentos para a liderança da mina.

Por sua vez, o controlador de despacho de manutenção é responsável por fazer o primeiro contato da operação em caso de falha de equipamentos. Ele recebe o relato do operador, faz os apontamentos, avalia o histórico de alertas de telemetria (alertas de falhas) e repassa as informações à equipe de manutenção de campo. O controlador de manutenção ainda realiza, em tempo real, o monitoramento de eventos de telemetria e analisa as curvas de tendências dos equipamentos. Em caso de anomalias, ele analisa, cria uma requisição para inspeção e reporta para a equipe de supervisão, além de relatar periodicamente os índices de disponibilidade, tendências e eventos de manutenções dos equipamentos.

Inovação

Em 2019, o departamento de Despacho na Kinross passou por inovações tecnológicas, redefiniu seus processos e indicadores de performance, além de criar um novo modelo de documentação e de plano de treinamento, que foi realizado com mais de 270 empregados, entre operadores, supervisores, engenheiros, geólogos e analistas. A implementação e o controle de resultados tiveram início em julho do ano passado, trazendo, em pouco mais de um ano, um grande impacto no desempenho do Despacho, que monitora em tempo integral diferentes aspectos, como a quantidade de minério movimentado e os pontos de carregamento e basculamento de cada veículo.

Na Kinross, o Despacho ainda conta com sistemas auxiliares, como acompanhamento de câmeras e monitoramento de fadiga dos empregados, com base na leitura do rosto, a fim de prevenir possíveis falhas e acidentes. Além de garantir a segurança das atividades, a ideia é fazer com que os veículos da frota rodem menos quilômetros para transportar as mesmas quantidades de minério, possibilitando um trabalho otimizado. “Desse modo, a área de Despacho fornece uma gestão operacional em tempo real, de forma segura, otimizada e eficiente, com foco na segurança da operação e dos empregados”, destaca Paulo Gontijo.

A partir dos bons resultados obtidos pelo setor, a expectativa para o Despacho na empresa é ampliar e fortalecer as ações já existentes, com a perspectiva de implementar um novo sistema auxiliar de monitoramento de pneus, a fim de evitar superaquecimento e falhas prematuras, de desenvolver um plano de capacitação para os empregados da área, e de promover treinamentos de otimização avançados, previstos para ainda neste ano.

Sobre a Kinross Brasil Mineração

A Kinross atua nas atividades de pesquisa e desenvolvimento mineral, mineração, beneficiamento e comercialização de ouro. É uma das maiores produtoras de ouro do Brasil, responsável por 22% da produção nacional.

Com operação na mina Morro do Ouro, em Paracatu, noroeste de Minas Gerais, e escritório em Belo Horizonte, a empresa integra a Kinross Gold Corporation, grupo canadense com presença nas Américas do Sul e do Norte, África e Eurásia.

A Kinross responde por cerca de 22% dos postos de trabalho formais do município. São cerca de 4.700 empregados entre próprios, contratados, estagiários e aprendizes.

Além de ser a principal geradora de impostos e grande fomentadora de outros negócios em Paracatu, a Kinross investe em iniciativas que contribuem para o desenvolvimento do território e é certificada por normas nacionais e internacionais ligadas à saúde, segurança, gestão ambiental e responsabilidade social.

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Miriam Carvalho: 31 98896 4566

miriamcarvalho@inpressoficina.com.br